Chupeta para bebês: Sim ou não?


Administrar o Grupo Mães Amigas de Águas Claras não é tarefa fácil. Hoje somos mais de 64 mil mulheres e alguns assuntos mais espinhosos aparecem de vez em quando pra esquentar o grupo. Um dos assuntos da semana foi se a chupeta atrapalha ou não a amamentação. Muitas mulheres afirmam que não atrapalha em nada, mas estudos científicos dizem que sim. Mas qual o motivo de tanta polêmica em torno de um assunto corriqueiro?

Passamos um mês inteiro falando sobre amamentação e a pergunta que a mãe fez no grupo me fez refletir. O único motivo de não ter oferecido chupeta pro meu filho mais novo, foi o fato dela ter atrapalhado a amamentação da minha filha mais nova. Porque no fundo do meu coração eu queria era dar a chupeta mesmo. Mas será que a chupeta é sempre vilã? Fui pesquisar um pouco sobre o assunto para contar pra vocês.

Os bebês nascem com o instito da sucção e isso os acalma. Como a natureza é sábia, os bebês encontram conforto no seio da mãe. No entanto, eles podem precisar passar horas sugando e nem sempre isso é viável. Depende do bebê, depende da mãe. Nesse caso, a criança supre essa necessidade com a chupeta. Quando  Alguns estudos também afirmam que bebês que usam chupeta enquanto dormem, têm menos risco de morte súbita (esse argumento faz meu coração estremecer).

Por esses motivos aí de cima, resolvi oferecer chupeta pra Sofia. Com dez dias de nascimento ela desfilava uma “pepeta” rosa por onde ia. Ela não ganhava peso, investigamos e era refluxo. Com o passar do tempo, a balança não subia e com dois meses e meio tivemos que partir pro complemento artificial. Eu tinha tanto leite que não entendia porque tinha que entrar com leite artificial. Cheguei a ouvir que meu leite era fraco porque eu não comia direto (pausa emoji de olhos virando ). Nem passava pela minha  cabeça que pudesse ter relação com chupeta (a pediatra não recomendava e eu “escondia” dela), principalmente porque todas as pessoas a minha volta deram chupeta aos filhos e todos afirmarvam que não tinha problema. Sentia muita frustração ao ver que tinha muito leite, mas aparentemente ele não sustetava minha filha. Com isso, tentamos o uso da sonda para oferecer o complemento, tirava o leite com bombinha pra oferecer, mas estava exausta e não conseguia prosseguir com aquilo por muito tempo. Depois disso, outra frustração, ela abandou o peito com 9 meses.

Com o Fernando eu resolvi ler de tudo para tentar ter uma amamentação bem sucedida e vi que a chupeta podia ter atrapalhado. Meu marido disse que não daríamos a tal “pepeta” pra ele. Lemos diversos artigos que diziam que não só atrapalhava a amamentação, como também, poderia atrapalhar a mastigação, deformar os ossos da face, respiração, dentes, poderia diminuir a imunidade, pois a chupeta fica muito exposta, cai e nem sempre conseguimos higienizar da forma correta. Optamos por não oferecer, mas confesso que é bem mais cansativo e por vezes pensei que seria mais “suave” oferecer chupeta naquelas horas que o bebê faz a sucção não nutritiva no peito.

Acho que quase todas as mães sabem o que a chupeta pode trazer, mas muitas se questionam se o dedo não  seria pior (já li que não, mas dentistas dizem que sim), além de que tanta gente usa e “nunca teve problema” que segue aquela máxima de que estudos e teorias são bons, mas o que vale é a opinião da família.

Para continuarmos com esse assunto, vamos bater um papo com uma odontopediatra que irá esclarecer alguns pontos sobre o uso da chupeta. Fique ligado.219653_1818286749245_1602439458_1682151_7541578_o

Nenhum comentário

Adicione o seu